HISTÓRIA MAL CONTADA DE ZÉCA DE NHA REINALDA

.

Opinião de Pedro Ben’Oliel Chantre

Este artigo surge na sequência da entrevista ou depoimento do artista Zeca de Nha Reinalda ao portal NobidadeTV. Mais de 18 mil pessoas já viram o video que foi divulgado por outros orgãos de comunicação social.

Fui censurado pelo Nobidadetv. Mandei o artigo de opinião sobre o assunto que nunca foi publicado. Por esta razão decidi deixar de colaborar com o referido orgão de informação.

Achei por bem reagir ao que, no meu entender, como um cidadão atento, acho errado. Tal foi o meu espanto, quando verifiquei que dias depois foi divulgado outro artigo de opinião sobre o mesmo assunto do activista Carlos Tavares. Porque sera? Eis o link do artigo de Carlos Tavares: ZECA DI NHA REINALDA: sofrendo nas mãos dos dirigentes ventoinhas – http://nobidadetv.com/archives/9720

Devido a esta sensura, na minha página pessoal no Facebook comentei:

Porque razão a NobidadeTV não publicou o meu texto enviado antes do Carlos Tavares? Com todo o respeito pelo video publicado pelos meus amigos e colegas, penso que foi um trabalho incompleto. O meu artigo de opinião apresenta outra versão e leitura do testemunho de Zeca De Nha Reinalda. Espero que o artigo seja publicado e mereca igualdade de tratamento.”

OPINIÃO

Ao tomar conhecimento da história exclusiva publicada pelo portal NobidadeTV, contada por Zéca de Nha Reinalda, que disse ter sido perseguido e sem contrato musical no período 1996-2000, depois de algumas pesquisas, cheguei a conclusão que a história está mal contada.

A peça pode ter duas interpretações: uma em termos sentimentais, que pela própria imagem revela a sensibilidade do artista, aparentemente bastante abatido; outra em termos da razão que revela uma certa omissão de informação.

Acredito que a minha pesquisa e relato podem não ir de acordo com a opinião de muita gente mas, em nome da liberdade de expressão e verdade, não posso deixar passar em branco o que entendo ser errado.

Deixo claro que tenho todo o respeito e a admiração por Zéca De Nha Reinalda, “O Rei do Funaná”, como homem e artista. Contudo há que separar o sentimento do homem e o talento do artista.

CONTRAPONTO SOBRE DEPOIMENTO DE ZÉCA DE NHA REINALDA

Creio que a história do Zéca de Nha Reinalda pecou por deficiência.

No depoimento ele não refere sobre o período 1990-1995, certamente época de vacas gordas, onde ele ou o grupo Finaçon, acredito, por mérito próprio, ganhou mais notoriedade e conseguiu a maior projecção de sempre.

O conjunto Finaçon viajou por várias partes, bateram “record” e subiram em palcos outrora impensáveis. Eis um pouco sobre a informação desse periodo publicado on-line pelo portal “Nos Genti”:

Gravam em Maio de 1990 o original “Si Manera” que os catapultou para o sucesso e para a ribalta. Em França, pela mão dos Finaçon, os meses de setembro e outubro de 1990 foram como que um tributo a Cabo Verde. Pela primeira vez na história, um grupo musical cabo-verdiano teve lugar de destaque em jornais como o Lê Monde e as estações de rádio e de televisão emitiram o Si Manera quase até à exaustão. Toda a imprensa francesa faz referência a este grupo cabo-verdiano e o tema “Si Manera” ocupou durante semanas consecutivas o quarto lugar do “Top 18″ francês. A digressão dos Finaçon por terras gaulesas foi um enorme sucesso e constituiu um dos primeiros passos para a internacionalização da música de Cabo Verde. A consagração do sucesso dos Finaçon foi a atuação no Zenith, com Gilberto Gil. O “Si Manera” fez posteriormente parte do disco Funaná lançado em finais de 1990. A discografia dos Finaçon ficaria completa com os álbuns Farol (1992), Simplicidade (1994) e Kel Ki Ta Da, Ta Da (1995).” http://www.nosgenti.com/?p=3315

DÚVIDAS:

Ficam as seguintes perguntas: Quem pagava as despesas do Finaçon na altura? Quem facilitava as deslocações, dispensas de trabalho, vistos, etc…?

A partir de 1996, período criticado por Zéca de Nha Reinalda, surgiu o grupo musical Ferro Gaita que com mais agressividade empresarial e cultural ganhou maior visibilidade e aceitação por parte do público cabo-verdiano. http://muzika.sapo.cv/novidades/somos-como-uma-familia-iduino

1- Período 1990-1996:

(1.1) Não acredito que qualquer grupo em Cabo Verde tivesse meios para fazer tanta coisa sem o apoio ou patrocínio das entidades cabo-verdianas.

(1.2) Não será que Finaçon foi, também, priviligiado em detrimento doutros grupos?

2 – 1996-2000:

(2.1) É entendível que o grupo Financon tenha perdido terreno.

(2.2) Não é aceitável que o grupo ou o artista tivesse sido perseguido ou sequer discriminado.

MAIS DÚVIDAS:

Em relação ao periodo 1990-1996, qual o desentendimento que, de facto, existiu entre Finaçon / Zéca de Nha Reinalda e o governo, instituições ou elementos ligados ao partido no poder?

Na altura estava no poder o MpD, actualmente na oposição, tendo como empresário do grupo Ferro gaita, Gugas Veiga, filho do ex-primeiro ministro, Carlos Veiga.

Espero que estes dados possam ajudar a entender melhor esta história “Mal Contada”.

Espero ter contribuido em nome da verdade informativa e não politizada.

Author: Diario CV

Share This Post On

12 Comments

  1. Alguns amigos ja me disseram que o Zeca di Nharinalda está a matar o MpD. Mas, para mim, ele está a matar tanto MpD como paicv. paicv vem governando nos ultimos 15 anos–e MpD 15 anos antes. Nos ultimos 30 anos, foram 15 do MpD e 15 do PAICV. Por isso, o ZECA disse uma coisa que muitos, incluindo o meu amigo Pedro nao comentou. Ele disse até quando continuaremos sob governacao das mesmas pessoas? Ele disse "ki dja sta bom di mesmu guentis ta manda na nos e alerta que precisamso de alternativa. Sendo assim, o Zeca mete tanto MpD como paicv no mesmo saco–porque sao os dois que jas nos governaram. Bem dito Zeca. O povo precisa de outra opcao….e a UCID pode ser a alternativa que se busca.

    Post a Reply
  2. Senão houver eleições antecipadas, o que será muito difícil acontecer, em 5 de julho, teremos, 40 anos de independência, com o PAICV no poder. De 1975 a 1990, 5 Governos do PAICV, correspondendo a 5 legislaturas; de 1991 a 2000, 2 Governos de MpD em 2 legislaturas; de 2001 a 2016, 3 governo do PAICV, em 3 legislaturas.

    Post a Reply
  3. Estou plenamente de acordo contigo Pedro Chantre.Estoria mal contada e o minimo que se pode dizer de todo esse emarranhado.Sabe-se que o unico apoiante desse extravazar do Zeca e pessoa que tem por MPD um odio infernal.So isso ja diz tudo.Quanto ao Zeca eu simplesmente queria perguntar-lhe o seguinte:Donde e o Dr.Eurico Monteiro e do plateau?Donde e o Eng.Jose Luis Livramento?Donde e o Eng.Agostinho Lopes?Donde e o Economista Dr.Oscar membro da equipa da CMP de que o Dr.Ulisses e Presidente.A meu ver o Zeca esta sofrendo fortemente de complexo de inferioridade.E absolutamente errado pensar que um individuo pelo simples facto de ser do Plateau tem merecido melhor tratamento que os demais por parte do Ulisses Correia e Silva.Sejamos dignos nas nossas apreciacoes.Eu conheco o Ulisses desde miudo,Fui e sou amigo dos seus pais,frequentei amiudadas vezes a casa deles no Plateau e nunca notei qualquer diferenca de tratamento.O Cezar irmao e explendido,tanto quanto os dois mais novos.Eles tiveram educacao merecida e devidamente orientada.Nunca notei neles tratamento diferenciado pelo facto de eu ser do Paiol.O MPD prima por um principio,(A nao exclusao),no MPD nao ha favoritismo.Nao ha filhos de fora,nao ha filhos de dentro Ha o MPD.Um Partido democratico diferente onde nao ha escova fina nao mao direita e lata graxa na mao esquerda como cantou o Zeca.Filhos de dentro filhos de fora sao apanagios do PAICV.Eu tive a oportunidade de viver isso quando o meu filho terminou o Liceu com boas notas comparativamente aos dos colegas da mesma turma esses porque eram filhos de membros do Governo tiveram rapidamentebolsa para o exterior.Angustiado,mandei-lhe para os USA,onde ele se formou e hoje e Master em ciencias de computadores.Ao Pedro Chantre,dizer-lhe que fez bom trabalho que continue que a capacidade de analise por excelencia que lhe e peculiar como jornalista ninguem pode por em causa.Abraco.

    Post a Reply
  4. Eu chamaria isso Historia se realmente fosse algo credivel,mas,isso quanto a mim trata-se de invencao poltica e mais nada.Nao metece ser chamado de historia mas sim Estoria.

    Post a Reply
  5. Es analise ta caba de mostra ma storia e Bem contada pmd bu ka consegui prova nada diferente do ki zeca fla ma acontece kos de 1996 – 2000. Agora um musico ki bu ta consideral rei de funana bu ta atcha so pamodi parci outro grupo " ferro gaita" ki lebas ka ter ser convidados e participa em nenhum atividade cultural?
    Ali ta mostra ma di 1990-1995 ma Zeca eram um dos apoiante de MPD e eh tinha tudu cobertura economica pa parti de governo e apartir ki e passa (1995 – 2000) ta canta em ton di critica a governo do MPD e foi crucifikadu. Nos tudu nu sabi ma kes anu ki zeca referi li (1995-2000) foi um ano de desgracia na ceio de MPD, ouvi guerra interna na MPD , dirigentes de partidu foi asoitadu pa policias, ja ka tinha mas Eurico monteiro, Carlos Fonseca, Luis livramento, Jacinto santos etc. e ki ate es compara carlos veiga ku hitler e Salazar( se nu odja tudu kela bu ta odja ma storia e ka mal contadu). E contudu bu ta fla de 1996-2000 parci um empresario ki e fidju de primeru ministro na altura ( mas lenha bu poi na Foguera)

    Post a Reply
  6. Kantu e kanta kel muzika ki ta fla "ta pita ta djuga" finason dizaparesi di mapa, kkkkkkk… n'ta lenbra klaru sima dia kuma oxi, kkkkkkk… Os Tubarões tb dizaparesi na década di 90. N'ta lenbra me es ki foi 1º ativista di festival di Gamboa i si n'ka sta ku dúvida ses ultimu atuason en publiku. kkkkkk… Dekada di 90 foi dekada di morti di artistas ki ka di kel ladu, kkkk…

    Post a Reply
  7. Todo o sucesso referido pelo portal online 'Nos Gentis' diz respeito a ano 1990. Neste ano quem governava o pais era o Paicv. O MpD entrou no governo em 1991. Sendo assim sr. Chantre, o sucesso que em Franca o sr. Referiu nao pode ser atribuido, tb e em parte ao governo do MpD.De facto, so quem nao viveu o Cv da epoca nao viu o quanto estes gajos foram perceguidos.
    Felizmente, temos que concordar que o MPD de hoje e de longe diferente do MPD de autrora. Seguramente, caso como estes relatado pelo nossa grande Zeca jamais acontece em cv. Penso eu…

    Post a Reply
  8. Storia de Zeca é pura verdade…
    Na altura mi n'staba na CV. Por tanto ka nhós bem tapa sol ku pineira…. tudo foi muito claro…

    Post a Reply

Comentar