JÚLIO CORREIA APELA A UNIDADE E COESÃO INTERNA PARA VENCER AS BATALHAS DE 2016

.

Numa mensagem estampada na sua pagina do facebook o secretario geral apela a uniao do partido para vencer as batalhas de 2016.
Citamos: Neste momento, um dos aspectos fundamentais é a unidade e a coesão em torno dos ideais do PAICV. Deve ou devia estar bem assente na mente de todos os que se candidatam à liderança deste Partido, que o PAICV é a maior força política nacional, quando se apresenta unido e coeso junto ao eleitorado, como ocorreu quando ganhamos as eleições legislativas de 2011.
Cabo Verde cumpre neste momento uma agenda de transformação para se consolidar como um país moderno e competitivo, cumprindo já algumas metas em prol do Desenvolvimento. Temos uma soberania consolidada e uma democracia consagrada. Falta-nos encontrar o Desenvolvimento sustentável, algo que se traduz na elevação da qualidade de vida e na prosperidade de todos. Para vencermos esta ingente luta, temos de estar juntos e em convergência. Temos de estar unidos e coesos em torno dos ideais do PAICV.
Nós pensamos e visionamos a política como um acto de generosidade colectiva e de justeza das causas. Por isso, precisamos estar unidos neste espírito de construção de um amanhã melhor para nós e para os nossos filhos. Somos a única força política que propõe a alternativa de um melhor futuro para Cabo Verde.
É com este espírito que me apresentei como candidato à liderança deste grande partido e com este espírito vou prosseguir, mantendo sempre uma grande confiança nos militantes.
Interpelam-me alguns militantes sobre o arranque de ações de campanha eleitoral da minha candidatura. A estes amigos tenho respondido que quando se tem confiança no programa do Partido e nos militantes, a serenidade e a tranquilidade são valores fundamentais e que devem ser preservados. Tenho a obrigação enquanto Secretário-Geral de manter o PAICV a salvo destas disputas, para o manter unido e combativo. Mas não estamos parados. Bem pelo contrário, o movimento cresceu imenso e caminha com tranquilidade.
Uma nota, já agora sobre a impaciência que já tomou conta de certas candidaturas:
Julgo que as causas matriciais que enformam a ideologia do Partido, não podem, do meu ponto de vista, narcisicamente, ser aproveitadas por este ou aquele candidato. Podemos todos ter preferência emocional por esta ou aquela categoria (jovens, mulheres, históricos). Mas neste particular o choque emocional por esta ou aquela categoria, interessante é certo, não pode concorrer contra o reforço do espírito de corpo, que são as ideias estruturantes que acompanham a nossa vida enquanto Partido Político. Em nome da dignidade elegi a ética e o respeito pelos militantes como valores intrínsecos a esta minha candidatura.

Author: Diario CV

Share This Post On

Comentar